Falta de efetivo dificulta fiscalização de caminhões contêineres em Itajaí

Tamanho da letra
Quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Com a formatura de 32 agentes de trânsito na manhã de quarta-feira, ocorrida na sede da Coordenadoria de Trânsito de Itajaí (Codetran), as ações de educação e fiscalização nas ruas da cidade se intensificam. E não é apenas o tráfego do dia a dia urbano do município que ganha reforço com a nova turma de agentes.

A vistoria em todos os caminhões transportadores de contêineres, prevista pela Codetran para começar em 19 de novembro, também se beneficia com o aumento de efetivo.

Segundo o coordenador do órgão municipal, José Alvercino Ferreira, o principal motivo para este tipo de fiscalização não ocorrer com frequência era o número reduzido de guardas de trânsito. Agora, as blitze nas proximidades do porto e armazéns deve receber mais atenção das autoridades.

- A quantidade de agentes não era suficiente e também faltava conversar com outras instituições, como o Inmetro que é o único órgão que pode verificar o tacógrafo (dispositivo empregado em veículos para monitorar o tempo de uso, a distância percorrida e a velocidade que desenvolveu). Pra checar todos os itens também demora e com pouco efetivo é complicado - diz.

Todos os sindicatos de classe e algumas empresas de transporte de cargas foram notificados esta semana, garantindo mais um mês para regularizações até o começo da operação da Codetran.

Ferreira admite que o prazo extra não seria necessário, já que as boas condições dos veículos são requisitos básicos para a circulação. Ele considera o aviso uma última chance dada aos transportadores.

- Na verdade já passou do prazo para todos se adequarem, mas avisamos para não dizerem que foram pegos de surpresa, que não demos oportunidade - explica.

Sem prazo para terminar

A fiscalização será feita em pontos estratégicos de Itajaí, em horários e ruas que não serão divulgados aos transportadores. Quatro ou cinco equipes formadas por agentes da Codetran, policiais militares e civis e funcionários do Inmetro vão trabalhar de duas a quatro vezes por semana, durante tempo indeterminado. A ideia é prosseguir com as ações até que pelo menos 90% dos caminhões contêineres estejam corretamente vistoriados.

Veículos com problemas menores terão um prazo para a regularização, que depois de concluída deve ser apresentada à Codetran, sob pena de multa. Já caminhões com maiores irregularidades vão ser removidos para o pátio da Coordenadoria de Trânsito, onde ficam até que o responsável pelo veículo providencie as melhorias necessárias.

- Temos muitos caminhões irregulares circulando por Itajaí. Provas disso são as reclamações da população e os acidentes constantes com transporte de contêineres - afirma Ferreira.

Efetivo chega a 105 agentes

Na manhã de quarta-feira 32 novos agentes da Codetran se formaram para atuar no trânsito de Itajaí. Durante a solenidade, os novos guardas ganharam a Identidade Funcional, o que oficializa a nova missão de cada um deles.

A turma foi chamada em abril deste ano por meio de concurso público. De junho até outubro ocorreu uma série de treinamentos sobre as leis de trânsito, gestos, apitos, verificação de documentação e veículos, abordagem e blitz, entre outras ações que fazem parte do trabalho do agente de trânsito. Além disso, também tiveram aulas de defesa pessoal, com técnicas do jiu-jítsu, para aprender a agir em situações de emergência evitando a violência.

Desde 2009 foram chamados 80 novos agentes e a frota também foi modernizada com a aquisição de cinco automóveis e 47 motos. Com a formatura, a Codetran passa a contar com um efetivo de 105 agentes de trânsito.


Fonte: Diário Catarinense

Foram encontrados 1520 ítens Visualizando de 1 até 15
[1]   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16